top of page

Alecrim para a saúde


Rosmarinus officinalis ou alecrim é uma erva perene originária da região do Mediterrâneo e cultivada como uma planta aromática em diversos locais do mundo, preferencialmente os de clima temperado.

No idioma inglês, é conhecido como Rosemary (Rosa de Maria, refere-se à Maria, Mãe de Jesus Cristo), no idioma espanhol, como Romero (romeiro, peregrino), do latim Rosmarinus (orvalho do mar). Officinallis é um termo terapêutico, medicinal, portanto, Rosmarinus officinalis se refere ao nome botânico da erva.

É um arbusto de até 2 metros de altura que leva, no mínimo, 2 anos para florescer em flores brancas ou azuis.

Seu uso é comum na culinária sendo conhecido desde a antiguidade para finalidades medicinais e terapêuticas como para aliviar dores de cabeça, problemas circulatórios, dermatológicos e até como auxiliar nos tratamentos de epilepsia. É leve antiespasmódico em cólicas renais além de analgésico e um alívio para males respiratórios. Também atua como estimulante no crescimento capilar. (AL-SEREITI et al. 1999; YU et al. 2013; RAŠKOVIĆ et al., 2014).

Suas folhas demostram grande variedade de propriedades como função antioxidante, antitumoral, anti-HIV e anti-inflamatório. O extrato de alecrim relaxa os músculos lisos da traqueia e do intestino e tem atividade coletérica, hepatoprotetora e antitumorógena. (AL-SEREITI et al., 1999)


Durante séculos, a utilização de plantas medicinais tem crescido de forma significativa. A OMS (Organização Mundial de Saúde), informa que 80% da população mundial consome plantas para fins terapêuticos para alívio de distúrbios físicos, mentais e emocionais. As atividades biológicas desta planta se relacionam aos seus compostos fenólicos e os constituintes voláteis.

Estudos das propriedades químicas e biológicas constatam e evidenciam o potencial do uso do Rosmarinus officinalis L. de forma terapêutica já que o seu extrato, na forma bruta, demonstrou alta eficácia em testes.


Olfato e Aromaterapia

A Aromaterapia se ocupa do bem-estar do homem de forma integral: corpo, mente e alma, energia vital. Trata-se do estudo dos óleos essenciais e seus efeitos cujo precursor foi o químico francês René Gattefoussé, em 1928.

Óleos essenciais são substâncias aromáticas e voláteis, extraídas por destilação, prensagem ou solventes, de várias partes das plantas como troncos, raízes, flores, frutos, sementes, folhas.

Podemos utilizar os óleos essenciais para massagens corporais, banhos, inalação, imersão, vaporização de ambientes, compressas.

Estudantes gregos utilizavam alecrim com frequência para estudar, pois acreditavam em seu poder de reforçar o cérebro e a memória, graças à dilatação dos tecidos circulatórios que a planta provoca, aumentando sua irrigação e exercendo efeito estimulante.

O Alecrim em especial é essencialmente empregado como fármaco, medicinal, cosmético e culinário. Seu óleo essencial é constituído por hidrocarbonetos monoterpênicos, ésteres terpênicos, linalol, verbinol, terpineol, 3- octanona e acetato de isobornila, dentre outros compostos (ALONSO JUNIOR, 1998).


A Aromaterapia assim com outras Práticas Integrativas Complementares e a Naturopatia se caracterizam como medicinas complementares de forma a potencializar tratamentos convencionais e prevenir distúrbios físicos, mentais e emocionais. Os usos de produtos naturais requerem orientação profissional.

Podemos utilizar esta erva de aroma marcante, também na culinária para tempero de carnes, molhos, pães e até mesmo chás ou para uso pessoal como aromatizador de ambiente ou por hidrolatos que são um subproduto do processo de destilação na extração do óleo essencial para uso cosmético.

Da peça Hamlet, de William Shakespeare :“Ali está um alecrim, ele é para lembrança, reze, ame, lembre” .


Texto de Fernanda Ornelas. Revisão técnica: Chris Buarque. Revisão geral: Cláudia Lopes.

Fernanda é membro da Comunidade Brasileira de Naturopatia e se dedica ao estudo e à prática clínica com o uso das técnicas terapêuticas naturais.


Fontes de referência:

https://downloads.editoracientifica.org/articles/210404185.pdf

“Diário aromático com óleos essenciais das escrituras sagradas “ Katia Vergínia Cantão Veloso e Maria Aparecida das Neves, ED Laszlo

https://revistas.ufpr.br/alimentos/article/viewFile/1233/1033

1 Comment


Jurema Stasi
Jurema Stasi
Nov 26, 2023

Amo Alecrim, é maravilhoso. Eu uso duas gotinhas no shampoo de óleo essencial e realmente trata todo os fios do cabelo é muito bom. Como erva eu uso para aumentar a auto estima, a alegria, traz felicidade e protege também, limpa espiritualmente. Num ambiente o Alecrim transmuta as energias negativas em boas.

Like
bottom of page