top of page

Delulu na saúde holística integrativa


O delusional delirante ou iludido (a).

Delulu é o novo termo das paradas de sucesso na Internet.

Logo ficará gasto, como já aconteceu com palavras anteriormente famosas.

Refere-se e a alguém que pensa de maneira irracional, com expectativas pouco realistas, baseado apenas no pensamento otimista.

Tudo junto e misturado, o conceito e a prática, tornaram confusos os próprios “delulus”.

Exemplo:

Ser otimista em relação às suas competências e habilidades, parte de um pressuposto que você as tenha. Se sua formação somada à sua experiência de vida não permitem que você tenha uma performance profissional, é como achar que um não Engenheiro possa construir um viaduto seguro, com base apenas no pensamento positivo.


Ignorar os obstáculos, não faz com que eles deixem de existir ou que você não tenha que ter competência para superá-los.

Ter uma atitude positiva diante da vida é saudável. Consome menos energia do que pensar negativamente o tempo todo. Tanto o “delulu” quanto a ilusão do pensamento positivo full time não são suficientes para alcançar metas, pivotar e gerenciar a vida pessoal e profissional. Podem sempre levar a uma visão distorcida da realidade.

É fundamental uma perspectiva equilibrada da realidade. O mundo de Alice precisava de um direcionamento, senão qualquer caminho servia, uma vez que ela não sabia onde queria ir.

E o termo delulu chegou à saúde, descrevendo pessoas que querem tratar estados graves de saúde com otimismo, ignorando cuidados essenciais e alertas médicos.

Sempre que situações como esta ocorrem, respingam negativamente para a saúde holística integrativa, como é a Naturopatia.

Ser uma pessoa “delulu” na saúde, leva o individuo a desenvolver uma crença mágica e sem dúvida, sempre haverá profissionais para atender a essa demanda.

Na Comunidade Brasileira de Naturopatia, esses “terapeutas” não são recomendados, não são reconhecidos como parte idônea de nossa classe profissional.


Mudança de estilo de vida envolve quebra de paradigmas. Não troquemos crenças arraigadas por “porções mágicas” de pensamentos ilusórios.

Ainda nas terapias holísticas, vemos os “delulus” estimularem a realização de cursos de pós-graduação de Naturopatia num modelo de um fim de semana por mês e com a promessa de os formandos já saírem trabalhando e montando seu consultório.

Recebemos hoje muitos “delulus” equivocados. Sempre convidamos a todos a entenderem como a realidade opera e levar estas pessoas a performarem com base em estudo e preparação para o mercado de trabalho.

Só avançamos no desenvolvimento do CHA (competências, habilidades e atitudes). Nem adianta a crença de soluções fáceis e caminhos rápidos para o sucesso profissional.

Nossa recomendação para o (a) delulu:

  • Visão realista de metas.

  • Entender que o crescimento profissional requer esforço máximo.

Ignorar a realidade do mercado ou de um ambiente organizacional, dependendo de crenças fantasiosas pode levar a frustrações e muitas dificuldades na progressão da carreira.

Comments


bottom of page