top of page

Princípios da Saúde Integrativa


A saúde integrativa tem princípios fundamentados numa abordagem holística do indivíduo.

O paciente é o centro: O foco avaliativo está nele. Deve trazer consigo uma relação de parceria nos cuidados com sua própria saúde e bem-estar.

Empoderamento: profissionais da Naturopatia e saúde integrativa dão recursos com informações e ferramentas para que o paciente possa tomar decisões sobre seu estilo de vida.

Abordagem holística: busca o equilíbrio entre os aspectos físicos, emocionais, mentais, sociais e espirituais para maiores autonomia, qualidade de vida e longevidade.

Tratamento individualizado: protocolos usados no ambiente clínico, são personalizados levando em conta necessidades, preferências, crenças e circunstancias de vida do paciente.

Integração entre tratamentos convencionais e complementares: Combinação de práticas médicas convencionais com terapias complementares que demonstram eficácia e resultados. Uma sinergia que visa um maior estado de saúde e bem viver.

Foco preventivo: com hábitos saudáveis, aumentamos a perspectiva sobre a prevenção de doenças.

Autocura: valorização de processos de autocura que um organismo com vitalidade pode vir a realizar.

Pesquisa e inovação: incentivo à pesquisa para avaliar a eficácia das terapias integrativas e desenvolver novas abordagens sobre a forma de cuidar do outro.

Princípio colaborativo: cooperação entre profissionais da saúde de diferentes áreas de atuação, para atender às necessidades completas de cada paciente.

A importância do contexto social: Reconhecimento do impacto do ambiente social na saúde física e mental. Nem sempre é possível mudar o ambiente por completo, como por exemplo, mudar de endereço. Neste caso, incentivar a outros tipos de participação social e convivências que possam trazer um maior bem-estar.

Cuidado compassivo: abordagem empática e com respeito, desenvolvendo uma relação de confiança entre o paciente e profissional da saúde integrativa.



Abordagens terapêuticas mais usadas:

Acupuntura: técnica da medicina tradicional chinesa que envolve a inserção de agulhas finas em pontos específicos, para equilibrar a energia vital. São usadas para manejo da dor, ansiedade, insônia, náuseas e distúrbios funcionais.

Fitoterapia: uso de plantas e extratos vegetais para promover a saúde e como coadjuvante no tratamento de diversos tipos de doenças.

Yoga e meditação: Práticas que combinam posturas físicas (ásanas), técnicas de respiração (pranayamas) e meditação para promover concentração, bem-estar, melhor gestão do estresse, aumento de flexibilidade articular e redução de ansiedades.

Massoterapia: técnicas de massagem para aliviar a tensão muscular, melhora da circulação e promover o relaxamento.

Aromaterapia: uso terapêutico de óleos essenciais extraídos de plantas para melhorar a saúde física, mental e emocional.



Dietoterapia: abordagem que utiliza alimentos e suplementação nutricional específicos para otimizar a saúde e como coadjuvante no tratamento de doenças.

Ayurveda: Sistema da medicina tradicional indiana que utiliza dieta, ervas, massagens e práticas de purificação para equilibrar os doshas (vata, pitta e kapha).


Consulte a Comunidade Brasileira de Naturopatia para saber sobre profissionais da saúde integrativa e da Naturopatia, certificados em sua cidade.

 

コメント


bottom of page