top of page

PROJETO QUALIDADE DE VIDA


Colab. Mírian Reis. Revisão técnica: Chris Buarque. Revisão geral: Claudia Lopes

Para alcançarmos a tão almejada qualidade de vida precisamos primeiro olhar pra dentro de nós mesmos. Sem mudanças radicais. Um passo de cada vez, com pequenas atitudes:

Sempre que possível, dê preferência a alimentos orgânicos, pois estão livres de conservantes, acidulantes, pesticidas, fertilizantes e agrotóxicos que são os responsáveis pelo acúmulo de metais pesados e toxinas no seu corpo. Tenha um sono reparador e de no mínimo oito horas por dia. Faça exercícios físicos, como uma simples caminhada de trinta minutos diariamente. Faça exercícios respiratórios. Eles oxigenam o cérebro e trazem equilíbrio emocional. Pise descalço na grama ou na terra. Isso ajuda a reconectar você com a natureza. Medite ao menos dez minutos ao dia para descansar a mente.

A alimentação é um dos pilares principais da qualidade de vida. A trofoterapia é o tratamento através dos alimentos. Consideramos como “alimentação inteligente” pois utiliza o poder encontrado nesses alimentos para tratar diversos sintomas e gerar o equilíbrio na saúde. A poderosa terapêutica da alimentação é antiga e como disse Hipócrates, o pai da medicina: “Que seu remédio seja seu alimento e seu alimento seja seu remédio”.

Além das doenças geradas pela alimentação artificial e sem nutrientes, há mais ou menos dois séculos, com o aumento da tecnologia humana sobre as leis da natureza, o homem passou a sofrer com doenças psicossomáticas causadas pelo estresse. O sedentarismo, o bombardeio de informações e o distanciamento da natureza facilitam o surgimento de doenças.

O segredo é refletir como está a nossa alimentação e o nível de estresse. Ter a força de vontade, acreditar e começar. É começar e contar pra gente o quanto você já está melhorando!

Referências:

  1. KRAMPE, Susana Ferreira. Trofoterapia Sistêmica.

  2. SILVA, Damaris Olivia Russo. Terapia Física.

Commenti


bottom of page