top of page

Alimentos que ajudam as mulheres na fase da Menopausa e Climatério


É possível ter qualidade de vida também nesta fase de vida da mulher apesar dos inúmeros sintomas desagradáveis que surgem antes, durante e após estes períodos.


O que é Menopausa?


Menopausa é a passagem de 12 meses desde a última menstruação. Um declínio natural na produção dos hormônios reprodutivos que normalmente acontece quando a mulher atinge a faixa etária entre 40 a 55 anos.

Não é comum, mas é possível que algumas mulheres possam apresentar os primeiros sintomas da Menopausa antes dos quarenta anos de idade.


É um momento único na vida da mulher. O fim da fase reprodutiva esgotando assim seu "estoque" de óvulos que antes eram liberados mensalmente, desde a puberdade.

O que é Climatério?


Após esta fase, quando acontece a interrupção da menstruação, temos o climatério, um período de transição fisiológica, que compreende também a pós-menopausa.

É uma etapa desafiadora para a mulher sob vários aspectos. Não somente quanto à saúde física, mas também quanto à saúde emocional podendo haver percepções de mudanças nos relacionamentos pessoais, sociais e vida profissional.

O climatério poderá ser também um “período fértil”, de empoderamento , transformações positivas e significativas para a mulher.


Alguns sintomas marcantes nesta fase e que podem variar de mulher para mulher:


- Ondas de calor (fogachos)

- Aumento de peso corporal

- Secura vaginal

- Distúrbios do sono

- Ansiedade excessiva e depressão

- Cansaço e fadigas além do normal

- Diminuição da memória e concentração

- Irritação e mau humor constantes

- Choros e emoções exagerados

- Suores ou calafrios

- Dores de cabeça frequentes

- Crescimento de pelos

- Dor para urinar

- Dores musculares

- Alteração na libido

- Dores nas relações sexuais/secura vaginal

- Tonturas e palpitações


A alimentação saudável também é fundamental e nem sempre os mesmos alimentos são indicados para todas as pessoas. Novos hábitos podem ser criados e as substituições ocorrerem gradualmente.


O menor consumo de açúcares, farinhas brancas e leite /derivados, desinflamarão o corpo promovendo melhor circulação de sangue, maior eliminação de toxinas e, consequentemente melhor humor e bem-estar da mulher. Já os alimentos processados, como enlatados, conservas e geleias precisam ser evitados e mais ainda os ultra processados, os industrializados como feitos com óleos, gorduras, açúcar, amido, proteínas e muitos aditivos alimentares.

Alguns dos piores alimentos são as bolachas e biscoitos, pratos prontos congelados, salgadinhos, bolos prontos e misturas para bolos, cerais matinais, macarrão instantâneo, pães de forma, sorvetes e bebidas sabor frutas. Estes possuem calorias em excesso também dificultando a perda de peso e provocando a retenção de líquidos agravando os sintomas da menopausa e pós-menopausa.

Frutas, legumes, verduras, grãos integrais e proteínas são sempre escolhas favoráveis para o bom funcionamento do corpo.


Afinal, os alimentos têm energia e qual a energia que queremos para nós?

O alimento que vem para nossa mesa ainda contém ou não energia?

Nosso corpo pode se beneficiar quando nos alimentamos de acordo com suas necessidades orgânicas e emocionais. Podemos potencializar nossa saúde.


Para a Medicina Tradicional Chinesa, alimento é o mesmo que remédio. Se alguém está doente, a medicina moderna troca o remédio. Na Medicina Tradicional Chinesa muda- se a alimentação.

Alguns alimentos importantes para consumo, pelas mulheres, nesta fase são:

Bananas, ovos, folhas escuras, linhaça, chá verde, azeites extra virgens, oleaginosas, sementes, leguminosas, chá verde, peixes como salmão e sardinha (ricos em ômega3), abacate, mirtilo, morangos, batata doce, brócolis, soja, pimentão, espinafre.

Em especial a amora e outras frutas vermelhas e cítricas também ajudam a amenizar os fogachos.

É também vital para a mulher prevenir a osteoporose (desgaste ósseo), principalmente na fase da menopausa e climatério pelo aumento de consumo de vitamina D (essencial na regulação do metabolismo do Cálcio).


Que seu remédio seja seu alimento, e que seu alimento seja seu remédio”. Hipócrates


Fernanda Ornelas. Fernanda é Membro da Comunidade Brasileira de Naturopatia e membro do Comitê de Saúde. Dedica-se ao estudo e atendimento clínico na Naturopatia.

Revisão técnica: Chris Buarque

Revisão geral: Claudia Lopes


Comments


bottom of page