top of page

Vitaminas e dosagens

As vitaminas são um grupo de nutrientes orgânicos (que contêm carbono) não relacionados quimicamente e essenciais em pequenas quantidades para o metabolismo e crescimento normais e o bem-estar físico.

Por não serem sintetizadas em nosso organismo ou serem sintetizadas em quantidades insuficientes, esses nutrientes precisam ser obtidos através da ingestão de alimentos seja na forma ativa ou na forma precursora.

As vitaminas são usadas para produzir substâncias que têm uma participação vital em muitas das reações químicas de nossas células, essenciais ao seu funcionamento adequado. Algumas vitaminas possuem papel fundamental nas reações produtoras de energia do nosso corpo. Elas regulam o metabolismo através dos sistemas enzimáticos. Quando ingeridas inadequadamente, provocam distúrbios orgânicos podendo comprometer todo o organismo.

Nas doenças degenerativas crônicas observa-se uma deficiência vitamínica e a suplementação pode fazer uma reversão do quadro, além de atuarem preventivamente contra o aparecimento dessas patologias.

As vitaminas podem se dividir em:

Lipossolúveis – vitaminas que podem ser armazenadas no organismo (A, D, E e K) e Hidrossolúveis – que não podem ser armazenadas em quantidades suficientes (C, grupo B).

Existem ainda substâncias que não possuem status vitamínico, mas que podem ser consideradas ocasionalmente como vitaminas (Colina, PABA, ácido lipóico, Inositol, etc.).

Níveis de segurança de vitaminas e minerais

Componente Dose diária adulto Dose diária crianças

Sinonímia de vitaminas

Literatura de referência

Martindale – The Extra Pharmacopoeiae, 30th Ed., The Farmaceutical Press, London, 1993.

Remington’s Pharmaceutical Sciences, 16th, Ed. Mack Publishing Co., Easton, Pensylvania, 1980.

Felippe Jr., J. & Percário, S. – Radicais livres em medicina intensiva. Ver. Bras. Terap. Intens., 3(3):66-72, 1991.

Harman, D.-Aging: a theory based on free radical and radiation chemistry. J. Gerontol., 11:298-300, 1956.

De Lacerda, P “Oligoelementos em Homeopatia e Alopatia”.. Ed. Santos. SP. Brasil ( 1o volume ).

Todd, Gary P. “Nutrition in Ophthalmology” Clinical Nutrition Applications, Vol. 1, Sections 3.

Vade-mecum de Oligoterapia, Lab. Biocatal. Mem Martins., Portugal.

Steiner, R . & Wegman. “Elementos Fundamentais Para uma Ampliação da Arte de Curar”, Ed. A.B.Tobias, SP., Brasil.

Carson, J.D. e Percy, E.C. “The use of DMSO in tennis elbow and rotator cuff tendonitis: a double-blind study” Medicine and Science in Sports and Exercise. 13:215-219, 1981.

Felippe Jr., J.& Percario, S. – Radicais livres em medicina. Ver. Bras. Inflamação & dor, 1 (3): 06-10, 1993.

Courtois, Fórmula 01., Faucheux B.Forette B.Knook D.L., Tréton J.A. – “Modern trends in aging research” Colloque Inserm, 147 ( John Libbey 1986 ).

Teske M., Trentini A.M. “Compêndio de Fitoterapia “ 3a Edição.

Hendler S.S. “A Enciclopédia de Vitaminas e Minerais “ 2a edição.

De Lacerda P. “Manual Prático de Medicina Ortomolecular” Andrei Editora Lt. Brasil.

Manifarma & Arte Fórmulas “Formulário Médico”. SP. Brasil.

Albion Laboratories Inc. Informe técnico Minerais Aminoácidos Quelatos.

Vital Especialidades – Informe Técnico – SP. Brasil.

Galena – Informe Técnico – SP. Brasil.

ICPQ do Brasil. “Informes Técnicos” – SP. Brasil.

Pharmaspecial – Informe Técnico” SP. Brasil.

Chemyunion – Informe Técnico – SP. Brasil.

Solabiá do Brasil – Informe Técnico- SP. Brasil.

Brasquim – Informe Técnico – SP. Brasil.

SP FARMA – Informe Técnico – SP. Brasil.

Sarfam – Informe Técnico – SP. Brasil.

Croda do Brasil – Informe Técnico – SP. Brasil.

Centroflora – Informe Técnico – SP. Brasil.

Volp Química – Informe Técnico – SP Brasil.

Scalper’s Fashion , Informes Técnicos – RJ. Brasil.

Percario, S. & Baptista, F. S. – Radicais livres, antioxidantes e oligoelementos – 1996.

Coimbra, R. – Manual de Fitoterapia- Ed. Cejup- 1994.

Olszewer, E. & Naveira, M. – Radicais livres em medicina esportiva – Tecnopress 1997.

Martins de Oliveira, J. & Colaboradores – Terapia ortomolecular. Antioxidantes . Radicais livres.

Olszewer, E. & Naveira, M & Garcia, S. Nutrição Ortomolecular – Tecnopress 1997.

Olszewer, E. ABC da medicina ortomolecular – Tecnopress 1997.

Name, J. – A folha médica- Escola Paulista de Medicina – jul/ago/set 2000.

留言


bottom of page